16/04/2013

quando o assunto é vida

estico-me em direção...

a mão parada à força:
a parede do não

sem circulação

acordo
a_corda enforca o pulso
e corta o espontâneo

a razão

escolha que encolhe:
não mergulho e dor
ou mergulhador?

há razão?

encurvo-me tonto em torno do plexo
com certeza profissional:
sou completo amador

2 comentários:

  1. As ideias quase imploram pelo chão!

    Este poema está inteiro, senti entrega nele! ;)

    Beeeijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, amor! Obrigado. Beijooo

      Excluir