24/01/2019

sem título

a cada dia escrevo menos
pois o mundo precisa é de
silêncio

15/01/2019

romântico

se você não cansa de construir castelo
em vez de dança
na segunda noite o olhar dela
será para a janela

14/01/2019

de_vir

nietzsche deitou o eterno retorno
no colo do rio de heráclito:
nada mais estável que a mudança

12/01/2019

antes da meia-noite

o tamanho do que perdi
não cabe no tempo

tantos minimalismos sobrando
sem você pra dividir

o filme vai começar
e assisto pelo medo de assistir

a pálpebra do olho direito
tem breves espasmos
quase imperceptíveis

fascinação

as britadeiras são artistas:
ilusionistas do sólido
através do som

10/01/2019

do desejo

sim, porque beethoven também nos poupava de sons que não interessavam e o principal deve ser a essência. se mozart fosse poeta teria um vocabulário desnecessariamente vasto.

08/01/2019

suave

a paz entra vagarosa
pelas frestas de prazeres mínimos
não compartilhados a cada meia hora
nas redes sociais de desconhecidos

lavar a louça
comprar uma vela nova pro filtro de barro
dormir quando há sono
comer quando há fome

a paz morna
transborda felicidade lenta

nada extremado
sem píncaros

uma felicidade por coisas tão mínimas fora
que talvez seja minimamente de dentro

01/01/2019

das vantagens de estar de fora

meu estrangeirismo
rima
com o budismo