Minha foto

Poeta nascido no Rio de Janeiro. Considerado um dos poetas brasileiros mais representativos da década de 2000 na antologia Roteiro da Poesia Brasileira (Global, 2009), é autor de vários livros publicados gratuitamente em seu blog, cujos melhores poemas foram reunidos em Corte (Ibis Libris, 2004) e rio raso (Patuá, 2014). Mantém o bem sucedido site “A Magia da Poesia”, que teve mais de um milhão de acessos em 2012, onde divulga a obra de grandes poetas. Seus poemas já foram selecionados para livros escolares, traduzidos para o russo e publicados em diversas revistas literárias.  (saiba +)

02/01/2014

caio feliz nas melhores tentações

(Para Olga)

estava cansado de ser homem
até me perder em teu toque

não sei como chegaste
nem a história de onde vieste
(e eu nem sabia que te esperava)

mas vieste
com esse jeito forte
com esses olhos móveis
como esse corpo esculpido em carne

a palavra delícia
dança no céu sem estrelas
onde meus dedos buscam

esse corpo de estátua que toco
treme
(as cavernas do teu corpo)
me chama e me puxa
pequeno, visceral e quente
num frenesi de vulcão invertido
e, pulsando, também me ascende
úmido e liso como deveria ser deus

nossas línguas
não se entendem tão bem
quanto nossas línguas

com tua boca na minha
aprendo:
corpos se compreendem
sem palavras
sem limites

mar de infinitas possibilidades
dentro do beijo mais longo:
criação gradual de pacífico e atlântico

beija-me, então
que estamos todos
longe de casa

beija-me
que nem penso
nem falo palavras
dentro da tua boca múltipla

beija-me
e assim descanso
pois no teu beijo
quase morro
sem morrer

2 comentários:

  1. Belo poema, amigo Fabio Rocha. Da melhor lavra.Parabéns! Este tem que estar em teu novo livro, a ser lançado em 2014.

    Um grande abraço,

    Nilton Maia

    ResponderExcluir