27/12/2021

feliz natal

não paira sombra de dúvida
na alma dos negacionistas

as amebas se reproduzem
os negacionistas também
(mas para eles isto é a glória de deus)

e no natal e sem vacina
se dão ao direito de vir na sua casa
te beijar e abençoar
com as boquinhas cristãs que podem conter vírus para a ciência

se você tomou vacina é porque faltou fé
pode beijar que não vai pegar
o presidente negacionista que defende a tortura falou
ninguém vai morrer de gripezinha em o nome do senhor!

você e sua família
há uns anos de máscara e se vacinando à toa
(marxistas sem fé!)

os negacionistas vão à igreja há quase 50 anos
onde os padres falam para não julgar
aí eles misturam a hóstia à possibilidade do vírus
se confessam na saliva
saem da igreja e julgam por 48 horas por dia
úmidos

os negacionistas não têm dúvidas!
(amém?)

o padre fala de jesus nosso pai que morreu na cruz
e nos mandava amar deus acima de todos
e ajudar ao próximo como eu vos amei
ser caridoso e desapegado e aquelas coisas todas de esquerda

os negacionistas saem da igreja com a sagrada bandeira do brasil
e com toda a certeza e fé do mundo
sem nenhum medo das chamas dos infernos
negam em cada ato as palavras do evangelho

em o nome do senhor jesus!
amém?



23/12/2021

que eu falasse a língua dos homens

o amor subsiste?
no fundo da pérola de lágrima
últimos dias dos últimos anos
mas por quem
por quem choramos?

subsiste ainda dentro da falta?
resiste?
existe?

por baixo da pele que repete e sua
amarga e mórbida?

o amor subsiste nessa política?
nesses aplicativos?
nesses jogos?

o corpo todo seco ainda chora o olho
porém

ainda

19/12/2021

inteligente

eu queria mesmo
conseguir acreditar
numa força externa
onipresente onipotente onisciente
que deixa o bolsonaro governar

11/12/2021

apresentação

a dança fala sem palavras
a música fala sem palavras
este poema só de palavras

02/12/2021

num avião sem couraça que um dia descarregará delicadezas

a vida
alta demais

reich reich reich

ela sensível
e pálida

se fechou:
crisálida

mas de todas as suas dores
nascerá
a ternura das flores