26/05/2021

poeminto

com o texto caneta
faço palavra na imagem da sua barriga
(barriga aqui de letras)

em seu corpo curvo realidade e ficção
e beijo

uma barriga grávida de poema
e sem nenhuma gravidade
nasce o voo

25/05/2021

interrogações

o ético toca o estético?

a sombra do eco da academia
me distancia
da poesia?

como pode tanta linha torta?
tanta palavra nova pro que já havia
importa?

07/05/2021

um slam pra tu

eu gosto das coisa
que a gente vai morrer
e vão continuar aí
pra geral ver

tipo o meu linkedin
as foto rindo no insta
e o seu jeito de falar fofuxo
que acabou neste poemuxo